O acesso à Torre Eiffel foi fechado às 16 horas locais (15 horas em Lisboa), segundo relatou a agência francesa France Presse (AFP), que citou um cartaz colocado junto à estrutura.

A entidade que explora a estrutura fechou os acessos, na sequência de um diferendo com vários sindicatos, que denunciam filas de visitantes. Os muitos visitantes que se encontravam no interior da estrutura não foram retirados e foram autorizados a concluir a visita, no entanto, depois das 16 horas, os turistas deixaram de poder entrar no monumento.

Segundo a direção da Sociedade de Exploração da Torre Eiffel (SETE), o encerramento do monumento foi decidido após a suspensão das negociações com os sindicatos, que denunciam que o novo sistema de visitas - que reserva elevadores diferentes consoante o tipo de bilhete comprados pelos turistas - gera filas "monstruosas" e várias queixas por parte dos turistas.

A SETE não adiantou nenhuma data para a reabertura do monumento. Os sindicatos apresentaram um pré-aviso de greve, para hoje, devido às longas filas geradas pela venda antecipada de bilhetes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.