A apenas 138 quilómetros do Mar Morto, Telavive beneficia desta proximidade e todos os que a visitam também. Localizado 416 metros abaixo do nível do mar, o Mar Morto tem uma quantidade de sal dez vezes superior à da média dos oceanos, o que permite flutuar sem qualquer esforço, tornando-se uma das principais atrações da região. Se isto já chegou para lhe aguçar o apetite, surpreenda-se porque em Telavive há também muita história para descobrir e uma intensa vida cultural e noturna.

A parte antiga da cidade – Jaffa – é, por exemplo, uma fonte inesgotável de história. Foi a partir do porto de Jaffa que Telavive ganhou vida, enquanto a cidade antiga perdia importância. Alberga atualmente um centro de visitantes, que exibe exposições sobre a evolução da cidade ao longo dos anos e organiza passeios a pé por esta zona histórica. As pequenas ruas cheias de movimento tornam-no o ambiente único. Mas é também nas ruas da cidade que prolifera uma intensa agenda de eventos musicais, de novos restaurantes e surpreendentes exposições.

A TAP tem atualmente uma ótima promoção, pelo que marque já o seu voo com destino a esta inesquecível cidade e usufrua do preço bastante acessível para este destino. A isto acresce a qualidade das refeições servidas a bordo da companhia área.

Leia aqui as nossas sugestões imperdíveis.

Cidade Branca

Localizado entre a Rua Allenby Street, no sul e o rio Yarkon, a norte, este bairro ficou conhecido como a ‘cidade branca’ pela cor das fachadas. É uma das zonas mais marcantes da cidade, tendo nascido com a construção dos edifícios por imigrantes alemães na década de 1920 e 1930. Depois de restaurado nas últimas décadas, é atualmente o local predileto de muitos fãs de pequenos restaurantes.

Cidade Branca

Porto de Jaffa

Foi a partir daqui que a atual cidade de Telavive cresceu, tendo-se revelado um porto estratégico do Mediterrâneo. Segundo a história local, é considerado um dos mais antigos do mundo. Mesmo após a construção de novos portos na cidade, continuou a ser usado principalmente por pescadores locais, tornando-se um grande ponto de atração. Depois de o percorre, entre também no Mercado do Porto de Jaffa, onde poderá desfrutar de uma agradável refeição.

Porto de Jaffa

Museu de Arte de Telavive

Inaugurado em 1932, é o maior museu de arte de Israel e reúne uma vasta coleção de arte moderna, que o coloca na corrida dos melhores museus de arte do mundo. Poderá conhecer peças de arte de artistas israelitas, mas também de Cézanne, Dali, Monet, Rodin, Klimt ou Kandinsky. Poderá ainda conhecer o pavilhão Helena Rubenstein, espaço dedicado à arte contemporânea israelita marcada por mensagens políticas e sociais.

Museu de Arte
Créditos: צילום:ד"ר אבישי טייכר / C.C. 2.0

Museu de Design Holon

Localizado em Holon, a sul de Telavive, este museu surpreende desde logo pela sua arquitetura exterior. A ousadia de uma verdadeira obra de arte do arquiteto Ron Arad torna-no só por si um ponto de atração. Ainda que não seja muito grande, recebe, no entanto, cerca de duas ou três exposições temporárias que funcionam em regime de rotatividade e homenageiam o design.

Design Museum Holon

Parque Hayarkon

Construído em 1973, continua a deter o estatuto de maior parque da cidade. É aqui que poderá relaxar num agradável passeio, em torno do rio Yarkon. Concentra seis bonitos jardins: o Gan HaBanim, dedicado aos soldados; o Gan Nifga’ei HaTeror, dedicado às vítimas do terror; o Gan HaSlaim, dedicado às rochas; o Gan HaKajtusim, dedicado aos catos: o Gan HaGazum e o Gan HaTropi, de botânica tropical. O cenário ideal para uma tarde tranquila e sem pressas.

Parque Hayarkon
Créditos: D.R. / CC-BY-SA-3.0
Telavive desde 146€