Os potenciais clientes e a indústria aeroespacial estão ansiosos por saber quanto custa um bilhete para o veículo espacial New Shepherd, da Blue Origin. Os interessados querem saber se os bilhetes  serão acessíveis e se a empresa terá procura suficiente para obter lucro com o turismo espacial.

Executivos da empresa, iniciada pelo fundador da Amazon.com, em 2000, disseram, numa conferência de negócios, no mês passado, que planeiam voos de teste com passageiros do New Shepard em breve, e que vão começar a vender bilhetes já em 2019.

A empresa já apresentou ao público o projeto geral - que inclui um foguete de lançamento e uma cápsula destacável para passageiros -, mas não divulgou o status de produção e os preços das viagens. Os representantes da Blue Origin não responderam às questões sobre os programas e estratégia de preços. Em maio, Bezos disse que os preços dos bilhetes ainda não estavam decididos.

Porém, um funcionário da empresa de Bezos, com conhecimento em primeira mão do plano de preços, avançou que a Blue Origin vai vender bilhetes entre os 200.000 e os 300.000 dólares (171 mil e 257 mil euros). O valor mínimo, 200 mil dólares, também foi referido por um segundo funcionário. Ambos os funcionários falaram sob condição de anonimato, já que os preços ainda são confidenciais.

O New Shepard foi desenhado para pilotar autonomamente seis passageiros, a mais de 100 km acima da Terra para o espaço suborbital, alto o suficiente para experimentar alguns minutos de ausência de peso e ver a curvatura do planeta antes da cápsula pressurizada voltar à Terra sob os pára-quedas.

A cápsula possui seis janelas de observação que a Blue Origin diz que são quase três vezes mais altas que as de um jato Boeing Co 747. A Blue Origin completou oito voos de teste da decolagem vertical e desembarque do New Shepard na sua plataforma de lançamento, no Texas, mas nenhum com passageiros a bordo.

Dois voos incluíram um boneco de teste que a empresa chama de “Mannequin Skywalker”. A empresa vai fazer o primeiro teste no espaço do seu sistema de fuga de cápsula, que impulsiona a tripulação para a segurança caso o impulsionador exploda "dentro de semanas", disse um dos funcionários à Reuters.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.