Os cinco voluntários selecionados  vão juntar-se à cientista antártica, Kirstie Jones-Williams para recolher amostras de neve e estudar de que forma é que os microplásticos chegaram ao interior da Antártida. O objetivo do Período sabático é consciencializar a população sobre o impacto dos seres humanos no clima de um dos ecossistemas menos estudados e mais isolados do mundo. O objetivo é que ao perceberem o impacto da poluição de plástico produzida noutros continentes, os voluntários possam ajudar o resto do mundo a compreender melhor de que forma se pode proteger a Antártida e o planeta.

"A maioria das pessoas tem a ideia de que a Antártida é um continente isolado e impoluto, mas algumas descobertas recentes têm mostrado que, até mesmo os lugares mais remotos são afetados pela poluição do plástico. Esta expedição vai-nos ajudar a compreender a viagem que os microplásticos fazem até chegar a regiões longínquas, como a Antártida", refere Jones-Williams em comunicado.

Apesar de não serem necessárias qualificações específicas, a cientista avisa os interessados de que não se trata de uma viagem turística. "Esta expedição não vai ser fácil: vai exigir um grande rigor científico, em condições de inverno muito rigorosas. Estamos à procura de pessoas apaixonadas pelo que fazem, que se sintam cidadãos do mundo e que estejam entusiasmadas com a ideia de se juntarem a esta equipa e regressarem com novas descobertas para partilharem com o mundo".

Os voluntários terão de participar numa formação intensiva em Punta Arenas, no Chile, onde vão ter uma preparação através de cursos de Glaciologia e recolha de amostras, bem como de trabalho de laboratório e do manuseamento de equipamentos. Após a formação, vão voar para a Antártida, para iniciar a missão científica com recolha amostras de neve do interior da Antártida para estudar microfibras estranhas, para determinar quão longe têm viajado os resíduos e a contaminação por todo o planeta.

Durante a expedição os voluntários vão ter a oportunidade de explorar alguns lugares emblemáticos da Antártida, como a Drake Icefall, Charles Peak WindScoop e o Elephant's Head, para saber mais sobre a geografia do continente. Por fim, vão regressar ao Chile, para continuarem a estudar as suas  descobertas e onde vão trabalhar com a Ocean Conservancy, para incentivar a proteção dos oceanos e, através de recomendações à comunidade Airbnb e a outros grupos, ajudar a minimizar a pegada de plástico no mundo.

A  Airbnb vai colaborar com a Ocean Conservancy para poder utilizar os resultados da Expedição "Um período sabático na Antártida", com o objetivo de continuar a aprender e a defender a proteção do meio ambiente. A Airbnb também está a desenvolver uma avaliação para medir e compreender o impacto da sua atividade no meio ambiente e descobrir soluções para a redução da sua pegada.

"A parceria com a plataforma Airbnb na Expedição “Um período sabático na Antártida”, é uma oportunidade incrível para continuar a nossa luta contra o plástico nos oceanos e aumentar a consciencialização das pessoas sobre esta questão", refere Janis Searles Jones, CEO da Ocean Conservancy em comunicado.

"Em conjunto com a Ocean Conservancy, estamos a destacar o problema dos microplásticos para incentivar o público global a refletir profundamente sobre as consequências de como vivemos e de que forma tomamos ações coletivas", afirma Chris Lehane, vice-presidente sénior de Política Global e Comunicações da Airbnb.

A iniciativa "Um período sabático na Antártida"segue a linha de "A Sabática Italiana", um projeto de reabilitação urbana da plataforma Airbnb e da Wonder Grottole, que ofereceu a cinco voluntários a oportunidade de viverem, durante três meses, na cidade histórica de Grottole, no sul de Itália, com o objetivo de ajudar a revitalizar uma comunidade que estava condenada à extinção.

Para se candidatar à Expedição Antártida, visite airbnb.com/sabbatical e preencha o formulário de candidatura. Os candidatos devem ter mais de 18 anos, estar disponíveis para viajar para o Chile e para a Antártida a partir de novembro até dezembro de 2019, para realizar trabalho voluntário, e serem capazes de falar inglês de forma fluente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.