A Maya Bay, que fica na Ilha Phi Phi Leh, no Mar de Andaman, está fechada desde junho e agora o Departamento de Parques Nacionais, Vida Selvagem e Conservação de Plantas anunciou que essa proibição aos visitantes continuará no futuro.

As autoridades dizem que os recifes de corais e a vegetação foram danificados por um fluxo pesado - às vezes 5 mil visitantes por dia - e o meio ambiente precisa de mais tempo para se recuperar do que se pensava inicialmente. "O encerramento de quatro meses não foi suficiente", disse Songtham Sukswang, diretor do Escritório de Parques Nacionais, à Reuters, acrescentando: "Precisamos de pelo menos um ano ou até dois anos ou mais para que o meio ambiente se recupere."

De acordo com o Bangkok Post, a decisão de prolongar a proibição irritou os operadores turísticos, que estão preocupados com o facto dos seus lucros serem afetados. Wattrapol Chanthararo, presidente do clube de negócios de turismo Koh Phi Phi, disse que os turistas que reservaram viagens para visitar a praia seriam afetados, tendo de ir para outro lugar. Isso é um grande "golpe" para as empresas ligadas ao turismo, na região, que procuram agora uma solução.

maya bay
créditos: Andrea David/Filmtourismus.de

Maya Bay tornou-se mundialmente famosa depois que The Beach, protagonizado por Leonardo DiCaprio, foi lá gravado, em 1999. Maya Bay foi o pano de fundo para o sucesso de bilheteria e levou os turistas a visitar a Tailândia para verem o local com os seus próprios olhos.

No início deste ano, estimava-se que cerca de 5 mil turistas por dia apanhassem barcos das ilhas vizinhas de Phuket e Krabi para aproveitar o sol na deslumbrante costa. Esta não é a primeira vez que as autoridades tailandesas fecham as praias numa tentativa de proteger os recifes de corais. Em 2016, o Departamento de Recursos Marinhos e Costeiros (DMCR) do país proibiu turistas nas ilhas de Koh Khai Nok, Koh Khai Nui e Koh Khai Nai.

Toda a atividade turística foi proibida à volta dos recifes de corais perto das três ilhas, que estão ao largo da costa leste de Phuket. Isso incluiu a remoção de instalações e estruturas construídas para turistas, incluindo cadeiras de praia e guarda-sóis, bem como o encerramento de lojas e restaurantes nas ilhas. Enquanto isso, em fevereiro deste ano, o Ministério do Meio Ambiente da Tailândia anunciou que era proibido o fumo e o lixo em 24 locais à beira-mar que são populares entre os turistas.

A Ilha Yoong, parte da cadeia de ilhas Phi Phi e a Ilha Tachai, no Parque Nacional das Ilhas Similan, estão fora do alcance dos turistas desde meados de 2016. Thon Thamrongnawasawat, um biólogo marinho e membro de um comité do governo sobre desenvolvimento e meio ambiente, que pesquisou ambas as ilhas, na primavera, disse que ficou surpreso com os resultados. As águas que estavam desprovidas de peixes agora estão cheias, disse ele, e há cerca de 10 mil metros quadrados de coral recém-recuperado numa das ilhas.

Em Maya Bay, os guardas do parque estão a preparar um programa de propagação de corais, anexando-o às rochas que serão colocadas na baía assim que os turistas abandonem o local. "Estamos quase certos de que algo de bom vai acontecer em Maya Bay", disse Thon.

As praias protegidas, pela lei, abrangem 15 províncias localizadas ao longo da costa de Andaman e no Golfo da Tailândia. Qualquer um que violar a nova lei será levado a um tribunal e poderá enfrentar até um ano de prisão, uma multa de até 3 mil euros - ou ambos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.