O programa piloto de seis meses do Vietname irá restringir o turismo a Phu Quoc (uma ilha na costa sudoeste do país, a cerca de 10 quilómetros da costa do Camboja) e será implementado por fases, para minimizar o risco de transmissão.

A primeira fase durará três meses e, durante esse tempo, entre 2 mil a 3 mil visitantes chegarão à ilha por mês, em voos fretados. No entanto, nem toda a ilha estará aberta e os visitantes serão levados a locais designados de acomodação e entretenimento.

Na segunda fase, o número de visitantes mensais irá aumentar para entre 5 mil a 10 mil durante mais três meses, com os passageiros autorizados a viajar em voos comerciais. Mais partes da ilha serão reabertas nessa fase para permitir que as pessoas visitem as praias de areia branca, selvas tropicais, mercados de alimentos e resorts de Phu Quoc. O programa piloto coincide com a estação seca de Phu Quoc, que normalmente vai de novembro a março.

Phu Quoc
Phu Quoc créditos: Unsplash

Segundo o ministério do turismo, a ilha não relatou nenhuma infecção na comunidade. O Vietname também irá vacinar totalmente todos os residentes em Phu Quoc.

"O objetivo deste programa é restaurar gradualmente o mercado de turismo internacional e a indústria do turismo, promovendo o Vietname como um destino seguro e atraente com prevenção e medidas eficazes de controle da pandemia", explicaram as autoridades em comunicado.

Os visitantes deverão apresentar comprovativo de vacinação completa ou recuperação da COVID-19, além de um resultado negativo em teste PCR realizado no máximo 72 horas antes do voo.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.