O guia é chamado de Mapa de Dorozoku - Dorozoku é um termo online usado no Japão para aqueles que falam alto em público - e é alimentado através dos comentários enviados por residentes irritados. Os comentários dão origem a ícones de localização no mapa para "zonas de incómodo", ou seja,  lugares a serem evitados devido ao som das crianças a brincar e adultos a conversar em voz alta.

Ao clicar nos ícones é possível ver a natureza do "incómodo", desde crianças “a brincar ruidosamente com bolas” até adultos a conversar de forma barulhenta. As crianças mais velhas não são o único grupo a ser destacado, com outras queixas dirigidas a bebés que choram e crianças que gritam durante a noite e durante os fins de semana.

O responsável pelo site, que pediu para não ser identificado, está agora no centro de uma onda de críticas, sendo acusado de fomentar a intolerância com as crianças que só fazem o que é natural, num país que precisa de muito mais jovens. O responsável pelo site, um homem de 40 anos, disse ao jornal Asahi Shimbun que o objetivo é "fornecer informações para que os utilizadores possam escolher os melhores lugares onde viver". O homem também explicou que lançou o mapa depois de crianças barulhentas terem começado a aparecer em frente de sua casa, atrapalhando a sua concentração enquanto estava em teletrabalho.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.