Todos os 220 passageiros tiveram que desembarcar em Myrtle Beach, e 10 passageiros precisaram de ser transportados para o hospital, segundo a NBC News. O episódio insólito aconteceu na noite da passada quinta-feira, dia 26 de julho.

“Depois que equipas entraram na fuselagem, nenhuma substância foi encontrada”, disse o tenente Christian Sliker, do Corpo de Bombeiros de Myrtle Beach, à NBC News.

Os passageiros puderam embarcar num avião diferente na Carolina do Sul e desembarcaram em Fort Lauderdale por volta das 5 da manhã de sexta-feira.

A Spirit Airlines ainda está a investigar a causa do odor e o que pode ter deixado os passageiros mal-dispostos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.