Monção tem novos passadiços perfeitos para a primavera, que convidam a passeios na natureza e à contemplação das paisagens junto ao rio Minho. Foram batizados como “A Galiza Mail’o Minho” e são uma homenagem a João Verde, poeta de Monção e um dos nomes fortes da literatura da região. “Vendo-os assim tão pertinho, a Galiza mail’ o Minho, são como dois namorados que o rio traz separados quasi desde o nascimento”, pode ler-se num dos seus poemas.

Os passadiços "A Galiza mail'o Minho"são uma forma de facilitar a ligação pedonal entre a zona ribeirinha e o centro histórico da vila. Ao longo do percurso, estão disponíveis lugares de descanso e contemplação, permitindo aos caminhantes desfrutar de alguns momentos de repouso e, ao mesmo tempo, apreciar a envolvente paisagística, fluvial e monumental, simbolizada pelo rio Minho e pelas imponentes muralhas de Monção, monumento nacional desde 1910.

A autarquia explicou através do site oficial que o acesso aos passadiços é feito através de "uma abertura existente no pano da muralha junto às escadas do Arado, na Avenida General Humberto Delgado", acrescentando que a ligação pedonal, "que propícia uma panorâmica fabulosa" vai reforçar "a ligação dos monçanenses ao rio Minho", ao mesmo tempo que fortalece "a componente turística do Parque das Caldas".

A intervenção que englobou, ainda, a reconstrução dos muros de suporte dos antigos socalcos de cultivo e a iluminação pública da muralha.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.