Durante os anos oitenta, Bizas percebeu que precisava de um emprego que lhe permitisse viajar, e foi então que conseguiu emprego em turismo, onde era responsável por organizar viagens de pequenos grupos para vários destinos. A primeira viagem ao Camboja e ao Vietname foi apenas o começo. Ele continuou a viajar tanto a nível profissional como pessoal.

Em 2004, ele visitou todos os 195 países, sendo o último deles Timor Leste. Hoje, o Bazis ainda viaja cerca de 300 dias por ano, e é também uma das poucas pessoas que visitou o Pólo Norte e o Pólo Sul.  Quando terminou de visitar a lista de 195 países, ele tinha uma certeza: queria fazer tudo de novo, mas desta vez, visitar os locais de forma mais extensiva. Atualmente, é escritor de viagens, explorador, operador turístico e entrou no Guinness Book of Records como “a pessoa mais viajada do mundo."

Os passeios que Babis Bizas planeia e organiza são reservados com meses de antecedência e não há duas excursões iguais no mesmo país. Sempre que ele volta de uma viagem, algo diferente é adicionado à próxima.

Embora viva em Atenas, Bizas está longe da sua casa mais de 300 dias por ano, a explorar novas áreas do mundo. Os grupos de turistas de Babis consistem principalmente em gregos e viajantes vindos de países tão distantes como Austrália, Taiwan e EUA.

Agora tem 40 passaportes na gaveta, nunca deixa de lado o relógio de pulso com três fusos horários e está determinado a passar a maior parte dos seus dias em aviões para viajar o mais possível. As suas aventuras são partilhadas no seu site.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.