O restaurante Ferroviário tem 50 lugares sentados num terraço com vista sobre o Tejo, uma carta assinada pelo chef Vítor Hugo, o e uma nova decoração. O restaurante abre ao público a partir do dia 31 de maio, só para jantares, estando encerrado às segundas e terças-feiras.

"Este era o ingrediente que nos faltava no Ferroviário. Era algo que os clientes nos pediam, já que por vezes nos visitam ao final do dia e querem permanecer no espaço para a noite, sem terem de sair para ir jantar fora", refere Nuno Correia Pereira, sócio do grupo Champ. "Lançámos o desafio ao nosso chef executivo Vítor Hugo que desenvolveu uma carta democrática, como o Ferroviário. Depois reorganizamos o terraço por forma a acolher este novo conceito", acrescenta.

A carta é variada e adaptada às preferências, seja para acompanhar uma bebida ao fim da tarde ou para fazer uma refeição completa, tendo pratos de carne, peixe e vegetarianos.  A pensar nos clientes que querem jantar depois de um concerto ou espetáculo, o restaurante estará aberto com horário alargado.

Recorde-se que, depois de dois anos fechado ao público, o Ferroviário reabriu, em 2018, com nova gerência, nova decoração e nova programação. O renovado espaço é palco de uma programação intensa onde se destacam talentos emergentes da cidade, de áreas tão variadas como a música ou o cinema, passando pela fotografia, a pintura, as artes plásticas e a gastronomia, entre outros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.