Em junho deste ano, a cannabis foi legalizada para fins recreativos no Canadá, e as propostas de negócio não se fizeram esperar. A última novidade apresentada é um novo tipo de cerveja, criada por investigadores da start up canadiana Province Brands. Sem álcool, a bebida irá alterar a consciência do consumidor com o composto etraidrocanabinol, o conhecido THC da canabbis. Além de não-alcóolica,  é livre de glúten.

Apesar de já existirem cervejas no mercado feitas a partir de cevada, ao qual se junta óleo de cannabis, a empresa canadiana que está a criar esta nova bebida, acredita que será a primeira cerveja feita com a própria cannabis, usando a raiz, o caule e as folhas da planta. O segredo por trás do produto, segundo o empresário, está em equilibrar as quantidades de água, lúpulo, leveduras e, é claro, cannabis. Todo o álcool produzido durante o processo é removido no final.

O produto final é descrito como mais seco e menos doce do que uma cerveja comum, além de oferecer um efeito mais rápido do que a bebida e até mesmo do que os alimentos à base de cannabis. O objetivo é oferecer uma bebida que seja equivalente a uma dose de álcool. Quem espera que ela seja totalmente saudável, porém, pode ficar um pouco desiludido. Embora o empresário afirme que a cerveja é mais saudável do que as bebidas alcoólicas, ele admite que deve ser consumida com cautela. “Não deve bebê-la cinco vezes por dia e nem como a primeira bebida da manhã”, diz.

No mês passado, o Canadá tornou-se o segundo país a legalizar o uso da cannabis para fins recreativos, juntando-se ao Uruguai. Nos EUA, o consumo recreativo da substância é permitido em nove estados, enquanto em 30 dos restantes, o consumo pode fazer-se para fins medicinais. Em Portugal, o uso da cannabis para fins medicinais foi aprovado em junho de 2018.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.