Os países nórdicos tendem a ter padrões de vida altos e a Islândia cumpre essa regra. Ter cidadania islandesa significa que pais podem tirar 12 semanas de licença parental paga para passar com o seu bebé recém-nascido e casais homossexuais podem legalmente casar-se dentro do país. O país é o melhor pontuado em relação aos direitos da mulher e, embora não tenha atingido a igualdade salarial, é um dos sete países que reduziu pelo menos 80% da diferença entre o salário de homens e mulheres. Também conseguiu uma das pontuações mais altas em democracia política. Tudo isso faz com que a Islândia tenha a melhor cidadania do mundo com sua inclusão, segurança e respeito pelos direitos humanos.

Todos os cinco países nórdicos ficaram classificados entre os dez primeiros no International Citizenship Index e Portugal ficou em 15º lugar, à frente de países como a Suíça, França e Espanha. Percorra a galeria e descubra os 15 países com as melhores nacionalidades do mundo.

Para criar o International Citizenship Index, foram analisados os seguintes fatores:

  • Liberdade de movimento
  • Desempenho a nível de Saúde
  • Independência judicial
  • Democracia Política
  • Direitos de propriedade
  • Direitos iguais de casamento
  • Direitos dos Transgéneros
  • Direitos da Mulher
  • Direitos Humanos
  • Normas Trabalhistas
  • Licença maternidade
  • Licença de paternidade

Usando essas categorias, foi estabelecida uma pontuação geral, pontuando cada país em até 5 pontos em cada um dos elementos, permitindo a pontuação total máxima de 60.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.