Freda, que sofre de problemas de mobilidade, economizou a pensão para a viagem de quase 1300 euros, da Thomas Cook, com a sua amiga, de 61 anos, no resort Poseidon Playa. Mas agora ela exige um reembolso total do operador turístico, depois das suas férias, em maio, terem sido "arruinadas".

Freda disse: "o hotel estava cheio de turistas espanhóis e eles, realmente, nos enervaram, porque eram rudes. Certa noite, um espanhol empurrou-me e, simplesmente, continuou a andar sem se desculpar. O entretenimento no hotel estava focado para os espanhóis, mas por que é que os espanhóis não vão para outro lado nas suas férias?”

Natural de Blackburn, Freda Jackson, que já passou férias em Portugal, na Grécia, na Turquia e em Tenerife, nunca passou por nenhuma situação semelhante. Agora, afirma que Thomas Cook a "enganou" na sua viagem dos sonhos.

"Eu nunca reclamei de férias antes - mas estas foram um desastre do começo ao fim. A minha amiga e eu pagamos por estas férias e foi uma luta tentar financiamento e acabaram totalmente arruinadas - eu chorei."

A agência ofereceu um voucher de cerca de 83 euros que foi prontamente recusado. Entretanto, a história tornou-se viral na imprensa britânica e a empresa aumentou a oferta para um voucher de cerca de 600 euros a ser dividido pelas duas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.