O hotel, que foi desenhado e construído com a supervisão de César Ritz, abriu portas pela primeira vez em 1910. A reforma supõe uma melhoria significativa das instalações e dos serviços do hotel, mantendo sempre o seu carácter único, do estilo Belle Époque do edifício original.

O novo desenho das zonas comuns centra-se na minuciosa restauração das características arquitetónicas interiores do hotel, integrando uma série de peças artísticas valiosas como candelabros de cristal, pinturas clássicas e esculturas.

O hotel foi sempre parte integrante da sociedade da capital espanhola e acolheu realeza, políticos, líderes corporativos e celebridades. Está situado no “Triângulo da Arte”, uma área definida pelos museus mais importantes da cidade: o Prado, o Thyssen-Bornemisza e o Museu de Arte Moderno Reina Sofia.

"Estamos orgulhosos e felizes pela abertura do Mandarin Oriental Ritz, Madrid, este verão, o nosso segundo hotel em Espanha. A meticulosa reforma foi desenhada para garantir que esta propriedade seja novamente reconhecida como um dos melhores hotéis do mundo", afirma, em comunicado, James Riley, Diretor Executivo do Grupo Mandarin Oriental. "Sabemos que os habitantes de Madrid sentirão orgulho por este acontecimento histórico e estamos desejosos por oferecer aos hóspedes experiências memoráveis, num ambiente majestoso, com um serviço excepcional que caracteriza o Mandarim Oriental", acrescenta.

Entre os 153 quartos, encontram-se várias suites únicas, com elementos de design exclusivos inspirados nas conexões históricas do hotel com a cidade, a arte e a cultura espanhola. As espaçosas Suite Real e a Suite Presidencial oferecem magníficas vistas ao Museu do Prado. Nas torres do andar superior, encontram-se duas Suites Mandarin co varandas privadas e vistas ao Museu do Prado e a Praça da Lealtad.

O Chefe Quique Dacosta, um dos mais aclamados em Espanha, foi o escolhido para desenhar, desenvolver e guiar todas as propostas gastronómicas dos cinco restaurantes e bares do hotel.  Sob a original e espetacular cúpula de cristal, que esteve escondida durante 80 anos e foi agora restaurada, encontra-se o Palm Court que terá um restaurante de cozinha clássica onde também se servirá o afternoon tea. Os hóspedes também vão poder desfrutar do Ritz Garden e do estupendo Ritz Bar. Por último, o Champagne Bar oferecerá uma seleção exclusiva de champanhes acompanhada pelo menu de tapas.

O espaço inclui uma piscina coberta climatizada, uma piscina de relaxamento, banho de sensações, uma sala de vapor e um moderno ginásio completamente equipado. A sala de tratamentos foi desenhada como um santuário privado no qual se oferecem exclusivas seleções de tratamentos de beleza e massagens.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.