Assim que entrámos pela segunda vez, começaram logo a correr para o local onde se recordavam de ter entrado na canoa.

Parque dos Monges
créditos: Viajar em Família

Mas a verdade é que o Parque dos Monges tem vindo a crescer desde a sua abertura, não em tamanho mas em oferta e organização. Agora a canoagem inicia-se num outro lugar diferente.

Por isso, os miúdos tiveram mesmo de agarrar no mapa para tentar entender como é que tudo funcionava desta vez.

A simpatia e a disponibilidade dos monitores também deram uma ajuda para conseguirmos chegar a todo o lado. Mas ficámos um pouco surpreendidos com o reduzido horário das principais atividades de natureza.

Recomendo então que se programem bem para não correrem o risco de ficarem sem conseguir fazer tudo o que querem.

Parque dos Monges
créditos: Viajar em Família

Porque a oferta de desportos radicais é extensa:

  • Slide
  • Escalada
  • Tiro com arco
  • Canoagem
  • Orientação

Parque dos Monges
créditos: Viajar em Família

E os animais (mais invulgares) também:

  • Esquilos
  • Cangurus
  • Alpacas

Parque dos Monges
créditos: Viajar em Família

Vimos os esquilos a subir às árvores, os cangurus a fazer corridas de saltos e até ficámos a saber por um dos monitores que as alpacas são oriundas de um país "com nome de ave" - Perú. E que o aspeto físico dos dois exemplares do Parque dos Monges lhes deu os divertidos nomes - Peúga e Branquinha.

Parque dos Monges
créditos: Viajar em Família

Mas existem mais interesses por lá, para além dos já citados desportos radicais e animais. Para começar, o espaço é bastante bonito, tem muita vegetação e até o Rio Alcoa a passar.

Há muito por onde correr, muitas sombras para descansar, muito ar puro para respirar. E tem uma alegre música ambiente sempre a tocar!

Parque dos Monges
créditos: Viajar em Família

Sem esquecer também a agenda diária de espetáculos e outras atrações para todos os gostos:

  • Aldeia Medieval
  • Fluviário
  • Jardim Bíblico
  • Comboio
  • Peças de Teatro
  • Torneio Medieval
  • Jogos Tradicionais

Parque dos Monges
créditos: Viajar em Família

É muito fácil chegar ao Parque dos Monges pois desde o centro de Alcobaça existem grandes placas castanhas de sinalização que em cerca de 10 minutos de carro nos levam ao amplo e gratuito estacionamento.

Recomendo que levem calçado confortável e fechado, mas preparem-se mesmo assim para ficarem com muito pó nos sapatos e roupa!

Parque dos Monges
créditos: Viajar em Família

Preparem ainda uma mochila com um generoso lanche, pois os miúdos vão querer compensar as energias gastas durante o dia. Apesar de existir um restaurante mesmo encostado com fast food e ementa do dia é preciso interromper as atividades para lá ir.

O Parque dos Monges está associado à herança cultural de Alcobaça e pretende ser um espaço educativo e divertido.

Parque dos Monges
créditos: Viajar em Família

Consegue passar alguns factos históricos, verídicos e importantes da História de Portugal, bem representados tanto nas placas explicativas dos vários pontos de visita como nos temas escolhidos para os espetáculos diários.

Mas eu aconselho a visita especialmente às famílias de espírito aventureiro e que procurem alguma adrenalina. Ou afinal, a todos aqueles que não se importam de molhar os pés na canoa, de esfarrapar as mãos na escalada, de sujar a roupa ou até de se sentar à sombra a fazer um piquenique quando a fome ou a sede chegar.

Parque dos Monges
créditos: Viajar em Família

De qualquer forma, existem dois tipos de bilhetes:

  • Entrada - pulseira preta
  • Atividades (facultativo) - pulseira verde

Ou seja, é possível entrar para usufruir do espaço e dos espectáculos agendados sem fazer as atividades radicais.


Parque dos Monges

Rua Quinta das Freiras nº 10, Alcobaça - Portugal