Quinta do Crasto


A Quinta do Crasto poderia ser, facilmente, a primeira da lista no que respeita a ter a melhor adega do Vale do Douro. Os seus vinhos são aclamados em todo o mundo, especialmente no Brasil, onde são considerados os vinhos DOC no topo do ranking do mercado. Além disso, quando nos encontramos na Quinta do Crasto, a visão que temos de uma piscina que parece não ter fim debruçada sobre as águas do rio Douro é imperdível. Claro que há outros sítios com excelentes vistas e piscinas que parecem prolongar-se infinitamente no horizonte, mas, acredite, a da Quinta do Crasto é especial.

Quinta do Crasto
créditos: Nelson Carvalheiro

Esta fotografia da Quinta do Crasto devia ser a imagem que resume tudo o que viajar pelo Douro significa: beber vinhos portugueses de primeira qualidade numa propriedade privada, numa piscina infinita desenhada por um arquiteto galardoado com um prémio Pritzker, enquanto tem aos seus pés a mais bonita região vinícola do mundo.

Quinta do Seixo


A Quinta do Seixo é, sem dúvida, a quinta mais moderna e comercial do Vale de Douro. Pertence a uma das quatro principais famílias da Sogrape Vinhos, a empresa que inventou o antigo embaixador dos vinhos portugueses no mundo – o Mateus Rosé.

Entrar nesta vinícola é como entrar num sonho de qualquer designer que acertou na perfeição de como um local que produz vinho deve ser. Não há praticamente nenhumas linhas curvas e as paredes interiores estão todas pintadas de preto. Até há uma passagem elevada de onde poderá admirar o robot a pisar as uvas durante a época das vindimas.

Quinta do Seixo
créditos: Nelson Carvalheiro

No entanto, o melhor espetáculo é no exterior do bar das provas de vinho. Devido à localização estratégica desta quinta, poderá ver a parte mais prolongada do Douro – desde o Pinhão até à curva que abraça o monte onde se situa a Quinta do Noval.

Miradouro de São Leonardo de Galafura


Este miradouro está no ponto mais alto do Vale do Douro. Num dia de céu azul, poderá ver até 30 km do horizonte em todas as direções. Além de ser uma montanha enorme, o que eu mais gosto é da tranquilidade e paz que emana. Existe apenas uma pequena capela em homenagem a São Leonardo de Galafura e uma pequena área para merendas. Não há cafés, casas de banho, ninguém a interromper... é você, a vista e a natureza que o envolve.

Miradouro de São Leonardo de Galafura
créditos: Nelson Carvalheiro