1. Com um passeio à beira de um azul imenso


A Promenade des Anglais ou Le Prom, como lhe chamam os franceses, é a distinta avenida de Nice e uma das costas mais charmosas e conhecidas do mundo. Estende-se ao longo dos cerca de 5 quilómetros da Baie des Anges (Baía dos Anjos) e é onde têm lugar os maiores eventos da cidade, como o Carnaval de Nice e a Batalha das Flores. Uma caminhada demorada por esta glamourosa avenida, mesmo ao lado do Mediterrâneo, é um ponto de partida de excelência para a descoberta de um dos lugares mais carismáticos de França.

2. Com uma viagem colorida pelo tempo


A parte antiga da cidade está muito bem conservada e passear pelas suas ruas estreitas, sinuosas e elegantes, é a segunda experiência que lhe propomos. Há sempre uma sensação descontraída de descoberta e, em todas as esquinas, há algo novo, harmonioso e colorido para conhecer: casas típicas, bonitos monumentos, restaurantes com as melhores iguarias da região, bares, boulangeries e lojas que vendem tudo o que é de bom gosto (desde flores a iguarias ou antiguidades). Enquanto passeia, olhe à sua volta e perca algum tempo a contemplar alguns dos edifícios mais interessantes da cidade, como a Catedral de Sainte-Réparate, o Palácio Lascaris ou a Ópera de Nice.

Nice
Nice créditos: TAP

3. Com uma ou mais visitas ao Mercado das Flores


Cours Saleya é agora o nome que importa e um dos lugares mais agitados e cheios de vida de Nice. É onde está o conhecido Marché des Fleurs (Mercado das Flores), um dos mais bonitos do país e essencial em todos os roteiros sobre a cidade. Nas muitas e variadas bancas, estão dispostos cuidadosamente os melhores produtos regionais, sempre frescos e francamente apetecíveis. Visite o mercado, sobretudo da parte da manhã, perca-se deliciosamente pelos sabores e aromas dos melhores queijos, frutas, legumes, especiarias ou ervas aromáticas e conheça o maravilhoso mundo das flores.

4. Com os seus sabores


Continuamos a viajar pelos sabores únicos e pela mestria da cozinha provençal. Comece por incluir, no seu roteiro de degustação, as típicas Soccas — uma espécie de crepes feitos à base de grão-de-bico e azeite que depois são cozinhados, com pompa e circunstância, no forno a lenha. Duas notas importantes: procure restaurantes e bistrôs que confecionem as Soccas tal como manda a tradição, prove-as com muita pimenta e, acima de tudo, enquanto estão quentes!

Quando pensamos nos sabores de Nice, o mais difícil é escolher entre tanta oferta, mas nós ajudamos: prove a típica salada com anchovas, a tarte Pissaladière, a especialidade de vegetais conhecida como Farcis e, claro, os deliciosos queijos e chocolates. A acompanhar, um brinde à felicidade com os melhores vinhos da região.

5. Com uma subida pela colina do Castelo


Seguindo as várias indicações espalhadas pela cidade, chega facilmente ao que sobrou do castelo da cidade — Le Château — considerado também o berço de Nice. Pode fazê-lo a pé ou de elevador. Apesar de encontrar apenas ruínas, vale bem a pena subir a colina. É o melhor lugar para ter Nice e arredores a seus pés — uma cidade que se estende com elegância até às montanhas.

Vista do Castelo de Nice
Vista do castelo créditos: TAP

6. Com a arte de quem sentiu a cidade


Nice inspira-nos e é o que tem feito, ao longo do tempo, com escritores, pensadores, pintores, músicos e até realizadores de cinema. O brilho de cada lugar, a beleza e o charme naturais das paisagens e a harmonia dos cheiros e sabores têm estimulado a criatividade de grandes génios e dado a Nice o estatuto de musa eterna. Pelo coração deste canto da Riviera Francesa, já passaram nomes maiores da cultura mundial como F. Scott Fitzgerald, Picasso, Renoir, Rodin, Chagall ou Tchekhov. Até o cineasta Woody Allen já lhe atribuiu um papel no filme Magia ao Luar. Ainda sobre Nice, Henri Matisse escreveu: "quando soube que ia ver esta luz todas as manhãs, nem pude acreditar na minha felicidade. Decidi nunca partir de Nice e ficar cá durante quase toda a minha existência". E ficou.