A bicicleta foi uma invenção estrangeira que demorou a entrar no modo de vida dos chineses. Crê-se que as primeiras bicicletas a rodarem pelas ruas chinesas começaram a aparecer na década de 1860, depois da primeira Guerra do Ópio, quando alguns portos chineses se abriram ao comércio com os países ocidentais. No entanto, só a partir das décadas de 1930 e 1940 é que as bicicletas se começaram a impor, muito por causa da abertura de fábricas estrangeiras que as começaram a produzir na China. Com a chegada ao poder dos comunistas em 1949, esse meio de transporte recebeu um grande impulso, pois o Partido decidiu promover a bicicleta como veículo do povo, o que levou à sua produção em massa.

Bicycles In China

Apesar do trânsito na capital chinesa ter má fama (e os pequineses fazerem, por vezes, uma interpretação muito própria das leis do trânsito), andar de bicicleta é relativamente rápido e seguro. Na verdade, podemos considerar Pequim uma cidade com óptimas condições para os ciclistas, não só porque a topografia da cidade é plana, mas também porque muitas ruas e avenidas têm vias separadas para bicicletas. Para além disso, é relativamente fácil alugar uma bicicleta.

Se estivermos atentos, em Pequim, vamos ver parques de estacionamento de bicicleta cheios e muitas lojas de reparação, que dão sempre jeito em caso de um furo ou outra avaria mecânica. Se decidir alugar ou comprar uma bicicleta, compre pelo menos três acessórios:   um capacete, e dois bons cadeados, pois o roubo de bicicletas acontece com alguma frequência. Aliás, sobre o roubo de bicicletas, há um filme chinês muito interessante do ano 2001, chamado 'Beijing Bicycle', que ganhou o “Jury Grand Prix” no 51º Festival Internacional de Berlim.

Beijing at Temple of Heaven

Sem dúvida, Pequim sem bicicletas seria irreconhecível e só esperamos que o enriquecimento dos chineses não os faça olhar para as bicicletas como um meio de transporte pobre, já que as bicicletas são um meio de transporte saudável e sustentável, muito importante para combater a poluição urbana e para fomentar o turismo.