Todas elas localizadas a pouco mais de uma hora de Londres. As cidades selecionadas são facilmente alcançáveis de comboio e autocarro ou, se preferir, através de uma excursão organizada. Do litoral ao pitoresco interior inglês, poderá conhecer verdadeiras joias da arquitetura, descobertas arqueológicas fascinantes e paisagens de tirar o fôlego.

Windsor


A cidade de Windsor fica apenas a 40 quilómetros de Londres e tem no seu castelo a principal atração. O Castelo de Windsor é o maior e mais antigo castelo ocupado do mundo, destacando-se como uma das residências oficiais da rainha. Por esse motivo, dá também o nome à casa real, que é hoje denominada de Casa de Windsor, sendo também o apelido dos membros da família, escolhido como tal em 1917 pelo então monarca.

Construído ainda no século XI, após as invasões normandas, impressiona pela sua imponente dimensão. No seu interior, não poderá deixar de visitar os espetaculares Apartamentos de Estado, decorados com algumas das mais importantes peças de arte da Coleção Real, entre as quais se destacam obras de Rembrandt, Rubens, Canaletto e Gainsborough.

Castelo de Windsor
créditos: Gary718 | Dreamstime.com

A Capela de São Jorge é também de visita obrigatória. Ela é o centro espiritual da Ordem da Jarreteira, a mais alta Ordem de Cavalaria Britânica, e guarda no seu interior os túmulos de vários monarcas, incluindo Henrique VIII e a sua terceira mulher, Jane Seymour.

Por fim, percorra a extensa alameda que se abre em frente ao castelo, convenientemente chamada de Long Walk, e aprecie a vista da fortificação no topo da colina, envolta por uma extensa área verde.

Cambridge


Esta fascinante cidade universitária rivaliza com Oxford (que é também uma ótima opção de visita a partir de Londres) em beleza e mérito académico. De Isaac Newton a Stephen Hawking, por aqui passaram algumas das personalidades mais marcantes da história.

A universidade, uma das mais tradicionais de Inglaterra, estabeleceu-se ainda no período medieval e é em torno dela que se organiza o quotidiano da cidade.

Cambridge
créditos: Nimurltd | Dreamstime.com

O principal atrativo são, sem dúvida, os seus vários colégios universitários. Alguns são verdadeiras joias da arquitetura, com os seus edifícios e pátios ajardinados. O King’s College é, porventura, o que mais se destaca, particularmente devido à sua belíssima capela gótica. Porém, deverá estar atento, já que durante o período de exames muitos destes colégios fecham as portas aos visitantes.

Um passeio de barco pelo Rio Cam dar-lhe-á uma perspetiva diferente da cidade. A bordo destes pequenos barcos, conhecidos como punt - de formato rectangular e adaptados a cursos de água de pouca profundidade - poderá observar os muitos colégios que se erguem ao longo da margem e ver de perto algumas das bonitas pontes da cidade.

Stonehenge


Stonehenge é um dos monumentos pré-históricos mais importantes do mundo e uma imagem reconhecida de Inglaterra.

Stonehenge
créditos: Vaclav Volrab | Dreamstime.com

Este sítio arqueológico é Património Mundial da UNESCO e o seu significado é, até hoje, um mistério, 4,500 anos volvidos desde a sua construção.

O Círculo de Pedras é o ponto alto da visita. A sua construção representou um enorme feito de engenharia, tendo envolvido centenas de pessoas, que dispunham apenas de ferramentas e tecnologias muito simples.

Guia dos melhores parques e jardins de Londres
Guia dos melhores parques e jardins de Londres
Ver artigo

Foram várias as hipóteses levantadas sobre o motivo da sua construção: alguns pensavam tratar-se de um local de coroação, um templo de Druidas ou até um espaço destinado à previsão de eclipses solares. Porém, atualmente é genericamente aceite como um templo alinhado com os movimentos do sol. Mantendo a tradição milenar, a cada solstício é possível assistir excecionalmente ao nascer e pôr-do-sol no local.

Integrado numa paisagem arqueológica de enorme valor, em seu redor encontram-se centenas de espaços funerários e monumentos pré-históricos que contribuíram para um maior entendimento sobre a organização das populações desse período. O centro de recepção ao visitante permite explorar esse passado, combinando ferramentas interativas e experiências audiovisuais.

Rye


Esta pitoresca cidade inglesa, localizada no condado de Sussex, já foi considerada a mais bonita do país. De origem medieval, as suas vielas estreitas de paralelos e casas em enxaimel, materializam o imaginário da típica cidade inglesa.

Rye
créditos: Justinekibler | Dreamstime.com

A sua proximidade ao Canal da Mancha conferiu-lhe, ao longos dos séculos, um importante papel militar e comercial. Edificada no topo de uma colina, ergue-se no ponto de confluência de três rios, formando uma importante baía que permitia, no passado, a circulação de barcos essenciais ao comércio do país.

As cinco ruas mais perigosas da Londres Vitoriana
As cinco ruas mais perigosas da Londres Vitoriana
Ver artigo

A cidade parece ter parado no tempo, e o segredo desta visita é, nada mais nada menos, passear sem destino pelas suas ruas. Visite o castelo da cidade, suba à torre da igreja, de onde poderá apreciar uma vista desimpedida sobre toda a região, e não deixe de conhecer o pub e B&B The Mermaid Inn, o mais antigo da cidade, rico em estórias de fantasmas.

Nas proximidades, poderá encontrar dunas e praias de areia que contrastam com as habituais praias de pedras da região.

Brighton


Esta cidade é inteiramente diferente dos destinos acima sugeridos. Brighton é uma cidade costeira (com praias de pedras) e é, desde o século XVIII, um reduto privilegiado para aqueles que procuravam os benefícios dos banhos de sol e mar.

Brighton
créditos: Neil Wraight | Dreamstime.com

A cidade estende-se ao longo de várias encostas, ao longo de ruas de casas tipicamente georgianas simetricamente dispostas, algumas delas pintadas de cores garridas. Na orla marítima, os visitantes convergem para o agitado Brighton Palace Pier. Esta construção vitoriana, inaugurada em 1899, não mais é do que um espaço de diversões construído sobre um cais que se estende mar adentro, incluindo salas de jogos, carroceis, montanhas russas, barracas de venda de comidas tradicionais, como os famosos donuts ou o tradicional fish and chips.

Não muito longe, e mesmo no centro da cidade, encontrará o Royal Pavilion. O estilo único deste palácio transporta-o para outras paragens exóticas. Construído no princípio do século XIX pelo então Príncipe Regente, depois rei Jorge IV, era distante do bulício da capital e, por isso, o local escolhido para os seus encontros amorosos. Com as suas cúpulas e minaretes, em estilo índio-sarraceno foi idealizado pelo arquiteto responsável pela construção do Palácio de Buckingham.

Seven Sisters


Este é, porventura, um dos monumentos naturais mais espetaculares de Inglaterra. Localizado entre as cidades costeiras de Seaford e Eastbourne, no sul do país, o Seven Sisters Country Park estende-se por 280 hectares de falésias de giz, intercaladas por vales de rios, sobre as quais se estendem amplas pradarias.

Seven Sisters
créditos: Susan Robinson | Dreamstime.com

O nome deve-se às famosas sete falésias que compõem este conjunto e que constituem, por si só, uma das imagens mais emblemáticas da costa inglesa. O giz de que são feitas ter-se-á formado debaixo do mar há vários milhões de anos.

O centro de visitantes fornece informação detalhada sobre a história, geologia e vida selvagem que faz do parque a sua casa, atraídos pela variedade dos seus habitats. São vários os rebanhos que pastam nas encostas relvadas e as reentrâncias das falésias são locais privilegiados de nidificação.

Este é o destino ideal para quem pretende escapar à confusão das grandes cidades e procura o contacto com a natureza. Existem vários trilhos disponíveis e cada um deles oferece uma perspetiva diferente sobre as falésias.

Para conhecer a cidade de Londres descarregue a aplicação JiTT.travel e descubra histórias incríveis sobre a capital do Reino Unido!