No entanto, os fãs de Tóquio consideram que estes supostos defeitos contribuem para a personalidade e charme da cidade. Mas, afinal, porque é que Tóquio é uma capital tão singular?

1 - Uma cidade relativamente nova

No contexto asiático, Tóquio pode ser considerada uma cidade relativamente nova. Na verdade, só se tornou uma cidade importante no século XVII (com o nome de Edo): assumiu o estatuto de capital militar do país quando se tornou sede do xogunato Tokugawa (uma ditadura de tipo feudal). Só durante a segunda metade do século XIX, com o fim do xogunato e a mudança do imperador de Quioto para aqui, é que Tóquio foi elevada a capital do Japão.

Seis coisas que fazem de Tóquio uma capital diferente
créditos: Tomas1111 | Dreamstime.com

2 - A Cidade Fénix – que renasce das cinzas

Tóquio merece o epíteto de Cidade Fénix, pois tem o hábito de renascer das cinzas. Só no século XX foi praticamente arrasada duas vezes: com o terramoto de 1923 e com os intensos bombardeamentos da Segunda Guerra Mundial. Nos dois casos, emergiu das cinzas uma cidade praticamente nova.

3 - Um corpo pulsante

O arquiteto Ashihara Yoshinobu comparou a cidade ao corpo de um ser unicelular: sempre a renovar-se e a mudar de configuração.

6 coisas que fazem de Tóquio uma capital diferente
créditos: hijodeponggol | Dreamstime.com

4 - Uma cidade de pessoas, não de monumentos

A capital japonesa é uma das cidades mais densamente povoadas do mundo. Para além do grande número de residentes, todos os dias chegam à cidade muitos commuters. Por isso, temos de olhar para Tóquio não tanto a partir da perspetiva urbanística ou da beleza dos edifícios, mas sim a partir da perspetiva da sua vitalidade. Tóquio é uma “cidade de pessoas” cujas vidas e histórias constituem a sua principal atração.  Na verdade, que outra metrópole tem um cão como estátua mais celebrada – Hachiko, o cão fiel que continuou diariamente a ir esperar o seu dono à estação de Shibuya, mesmo depois de ele morrer – ?

5 - Uma metrópole monorracial

Outra diferença em relação às outras grandes capitais é o seu carácter monorracial. Estima-se que cerca de 98% dos habitantes de Tóquio sejam japoneses. A história de uma certa “pureza racial” pode ser explicada pelas condições insulares do Japão, bem como por uma História onde há poucas migrações de grande escala, bem como por séculos de virtual isolamento. O sistema imperial também contribuiu para o fortalecimento desta ideia de continuidade e diferenciação.

6 coisas que fazem de Tóquio uma capital diferente
créditos: Junkgirl | Dreamstime.com

6 – Limpa e organizada

Tóquio é habitualmente associada a problemas de congestão de trânsito e poluição, mas, na verdade, quem visita Tóquio hoje em dia fica surpreendido. De facto, apesar das multidões em movimento, Tóquio consegue ser muito limpa e organizada. As pessoas são respeitáveis no trânsito e muito amigáveis e simpáticas.

Ficou com vontade de conhecer este destino? Pode descarregar este guia para o ajudar na viagem.