O Porto acaba de registar uma subida ímpar na International Congress and Convention Association (ICCA) – ranking mundial que, todos os anos, apresenta as cidades que se destacam como os destinos mais procurados para a realização de congressos, conferências, reuniões e eventos internacionais. A cidade do Porto subiu 11 posições a nível mundial, a maior evolução já registada, ocupando, agora, a 31ª posição. Com este crescimento, o Porto surge como o destino que mais cresceu no top 50.

Segundo Filipe Guimarães, diretor executivo da Associação de Turismo do Porto, entidade responsável pela promoção externa do destino Porto e Norte, “estes dados demonstram que o reforço da aposta no setor do turismo de negócios se tem revelado extremamente assertivo e que o Porto, que sempre foi um destino autêntico e tradicional, é hoje também percecionado como uma cidade cosmopolita, com elevados níveis de empreendedorismo e inovação, o que é valorizado pelos decisores na hora de escolherem um destino para os seus eventos de negócios”.

Porto com maior crescimento de receitas turísticas na Europa este ano
Porto com maior crescimento de receitas turísticas na Europa este ano
Ver artigo

“Este resultado está também relacionado com a importância que a comunidade científica – como as universidades, os hospitais, as ordens profissionais, as sociedades médicas e as associações da área das ciências – representa, assim como com o forte HUB digital que se tem vindo a assumir na Área Metropolitana do Porto”, refere o responsável.

No ranking divulgado hoje, o Porto passa a figurar entre os 31 destinos mundiais mais procurados para eventos internacionais de negócios, colocando-se à frente de cidades como Nova Iorque, Rio de Janeiro, Zurique, Dubai, Munique ou Milão.

Em termos europeus, o Porto entra pela primeira vez no top 20. Segundo os dados divulgados pela ICCA, Porto e Barcelona são mesmo as únicas cidades não capital do seu país que figuram entre os primeiros do topo.

"Porto terá novos venues"


Para Sandra Lorenz, diretora da promoção externa da ATP, “estes resultados vêm consolidar o Porto como destino MICE (meetings, incentives, conferences e exhibitions), mostrando todo o seu potencial como uma cidade de negócios”. “Temos privilegiado a captação de grandes eventos internacionais do meeting industry para a região, por trazerem ao destino visitantes que aportam mais valor à cadeia de turismo e por, simultaneamente, este turismo combater a sazonalidade, uma vez que a maioria destes eventos decorrem de outubro a março”, refere a responsável.

O melhor destino europeu só podia ser o Porto
O melhor destino europeu só podia ser o Porto
Ver artigo

A diretora da promoção externa da ATP menciona, ainda, que “o Porto terá novos venues, como o Palácio de Cristal, e aumentará a capacidade hoteleira, com mais alojamento e salas de reuniões, ferramentas importantes que nos irão permitir captar mais e melhor eventos para a região Porto e Norte”.

Além de alavancar o Porto, estes resultados são importantíssimos para a restante região, nomeadamente para cidades como Braga e Guimarães, que se destacam, cada vez mais, pelas excelentes infraestruturas, o que faz antever um futuro profícuo no que toca a este segmento. Para que tal seja possível – e para dar sequência aos resultados que vêm sendo alcançados nos últimos anos –, a ATP irá continuar focada na captação de eventos e de congressos e, também, na presença em feiras dedicadas a este segmento, destacando-se, aqui, a presença na IMEX (que se realiza este mês, em Frankfurt) e na IBTM (agendada para novembro, em Barcelona). Em termos nacionais, de referir ainda que Portugal conquistou uma posição, figurando agora no top 10 no que às reuniões ICCA diz respeito com um total de 287 encontros.