No interior do país, a carne é que reina no prato. No litoral, o peixe e o marisco imperam. Alguns pratos não são leves para o estômago e para o coração; outros fornecem-nos nutrientes essenciais para a nossa saúde; mas todos constituem um enorme prazer. Viajar por Portugal também é viajar pela sua gastronomia, e uma das melhores formas de conhecer Portugal é provar os pratos típicos do nosso país. Ficam aqui as nossas primeiras sugestões para um passeio por Portugal e pelas nossas iguarias. Outros pratos e outras regiões virão, assim como roteiros e programas mais detalhados.

 Posta Mirandesa (Trás-os-Montes)


A atribuição pela União Europeia de “Denominação de Origem Protegida” para a carne de Raça Mirandesa não engana. Produzida nas pastagens do nordeste transmontano, numa região que abrange seis concelhos do distrito de Bragança (Miranda do Douro, Mogadouro, Vimioso, Vinhais, Bragança e Macedo de Cavaleiros), é uma carne com baixo teor de gordura, e que é grelhada de forma a manter-se suculenta por dentro. Acompanhada com batata cozida e salada, é uma das imagens de marca do norte de Portugal.

Posta mirandesa
Posta mirandesa créditos: Viajar entre Viagens

Leitão da Bairrada (Centro de Portugal)


O segredo de uma pizza até pode ser a massa, mas o segredo do leitão da Bairrada não é tão fácil de identificar. A escolha do leitão, nascido e criado na região da Bairrada (englobando os concelhos de Águeda, Anadia, Cantanhede, Mealhada e Oliveira do Bairro), e da sua raça são cruciais. Alimentado apenas com leite materno, a sua idade deve estar compreendida entre um mês e mês e meio. Mas o segredo do negócio não fica por aí. O uso do tradicional forno em tijolo e a arte do assador são essenciais para se obter uma das iguarias mais apreciadas por portugueses e estrangeiros. Trinchado em pedaços pequenos, com a pele tostada e estaladiça, e acompanhado por batata cozida com a pele (ou batata frita às rodelas), laranja fatiada e salada de alface, o leitão da Bairrada fará as delícias de todos os apreciadores dos prazeres da carne e converterá alguns mais reticentes.

Leitão à Bairrada
Leitão à Bairrada créditos: Viajar entre Viagens

Açorda de Marisco (Costa portuguesa)


Há quem aponte os romanos como a origem deste prato. Outros, os muçulmanos que ocuparam grande parte da Península Ibérica, sendo que a palavra “açorda” derivará do árabe Ath-thurdâ, que significa "sopa com pão". De uma forma, ou outra, a sopa com pão, ervas aromáticas, alho e azeite evoluiu ao longo dos séculos para se transformar na açorda com migas que hoje conhecemos e que constituiu um dos pratos mais apreciados em todo o país, mas especialmente no centro e sul de Portugal. Das muitas variedades, a açorda de marisco é a mais presente nas mesas portuguesas e deixa a salivar qualquer um. Camarão e amêijoas, o tempero de alho e coentros, e o pão embebido na água da cozedura do marisco, tudo servido (em alguns restaurantes) dentro de um pão caseiro, depois de retirado o miolo, resultando num conjunto difícil de bater na qualidade e na apresentação.

Açorda de Marisco
Açorda de Marisco créditos: Viajar entre Viagens

Lapas à moda dos Açores


Omnipresentes na costa, as lapas são um molusco desprezado em Portugal continental, mas constituem um dos pratos típicos mais apreciados no arquipélago dos Açores. A sua simplicidade só é igualada pelo seu sabor autêntico a mar, e a sua apresentação que nos lembra o verão, as ilhas e o oceano. Temperadas com massa de malagueta, manteiga com sal e alho, grelhadas de modo que fiquem cozinhadas mas tenras, e acompanhadas com limão, são um dos pratos que o farão apreciar ainda mais uma visita ao belíssimo arquipélago dos Açores.

Lapas dos Açores
Lapas dos Açores créditos: Viajar entre Viagens

Cozido à Portuguesa


O cozido à Portuguesa é, provavelmente, o prato típico português mais famoso e mais espalhado pelo território. A sua origem não é fácil de descobrir, e a sua receita varia com a região onde é confeccionado, mas onde quer que o prove não ficará decepcionado. Enchidos, vegetais e carnes competem pelo lugar de destaque no cozido à Portuguesa, mas a verdade é que o conjunto é mais do que a soma das partes. As carnes de frango, vaca, e porco, com a orelha e chispe em realce, formam o núcleo mais denso do cozido, mas são os enchidos (que, por si só, são uma iguaria da gastronomia portuguesa), como o chouriço de carne, chouriço de sangue, farinheira, morcela e salpicão, que dão ao cozido à Portuguesa cor e sabor. Finalmente, os vegetais, couves, cenouras e nabos, aliados à batata e ao arroz, rematam um prato único e capaz de seduzir o vegetariano mais empedernido.

Cozido à portuguesa
Cozido à portuguesa créditos: Viajar entre Viagens

Parta à descoberta de Portugal e da sua gastronomia. Nas próximas semanas, vamos levá-lo nesta rubrica, com viagens detalhadas à boleia da gastronomia portuguesa. Venha connosco e bom apetite!