Através dos seus maravilhosos e mais ou menos exóticos sabores é então possível viajar por lugares, conhecer hábitos e costumes espalhados pelo mundo onde se fala português, sem sequer sair de Portugal!

E foi precisamente a saudade (esse sentimento tão inexplicável e só nosso), que esteve na origem da abertura deste restaurante.

O dono português, filho de pais cabo-verdianos e moçambicanos, quando se viu sozinho na cidade de Coimbra sem acesso aos pratos de que tanto gostava, decidiu ele próprio trazer essas ligações internacionais para a cidade. E assim proporcionar esta viagem pessoal através da comida. Uma viagem agora acessível a todos, meros curiosos ou eternos saudosistas, no Restaurante Língua.

Restaurante Língua
créditos: Viajar em Família

Foi também a mistura desses sentimentos – curiosidade e saudade – que decidiu o nosso pedido. Com entradas, pratos, sobremesas e bebidas dos vários países representados, tentámos então diversificar ao máximo esta nossa viagem gastronómica. Uma viagem que agradou a toda a família, miúdos e graúdos.

Do que provámos, estas são as nossas recomendações: abacate com atum (Guiné-Bissau), frango de amendoim (Moçambique), moqueca de peixe (Brasil) e pudim de queijo (Cabo Verde).

Restaurante Língua
créditos: Viajar em Família

O sabor e o cuidado na apresentação estavam excelentes. Alguns paladares até já eram nossos conhecidos e fizeram-nos recordar as nossas próprias viagens pelo Brasil e Cabo Verde.

Os adultos não resistiram a experimentar o jarro Carmen Miranda, uma das bebidas de autor que relembram grandes figuras históricas da lusofonia (existe até um livrinho com os respectivos ingredientes e biografia das personalidades). E assim, tudo ajudou à celebração e à alegria no restaurante Língua, até a música temática que estava a tocar.

Restaurante Língua
créditos: Viajar em Família

O Restaurante Língua fica num pequeno beco de nome Fanado mas não encontrámos nenhuma placa na parede com essa informação. O nosso GPS não reconheceu o local e as várias pessoas a quem pedimos ajuda na rua também não sabiam onde ficava.

Lá nos valeram as indicações de um comerciante e o telefonema, de resposta super solícita, que finalmente me lembrei de fazer para o restaurante.

De qualquer forma, decorem o seguinte: fica numa transversal à Rua da Sofia, na baixa e existe uma farmácia na esquina. E apesar das nossas peripécias para lá conseguirmos chegar, valeu sem dúvida a deslocação.

É um restaurante bem simpático, com excelente comida, um ambiente muito acolhedor e um atendimento cinco estrelas.

Restaurante Língua
créditos: Viajar em Família

Para acrescentar ainda à lista de razões porque devem visitar o Restaurante Língua, saibam que lá também disponibilizam livros de culinária para consulta, bebidas das mais famosas marcas dos vários países representados e jantares temáticos. A ementa muda com alguma frequência (normalmente em Setembro e depois novamente em Janeiro).

Da nossa parte, ficaram por provar muitos sabores, por exemplo a sopa lacassá (Macau), a cachupa (Cabo Verde) ou a muamba de galinha (Angola). E quando os miúdos ouviram dizer que estava para chegar o doce quindim do Brasil, os olhos até brilharam… Ora, parece então que lá teremos de voltar em breve!


Língua – Restaurante Lusófono Beco do Fanado, Coimbra Portugal