E bastou ir lá uma vez para ficarmos com vontade de voltar.

Mas vamos começar pelo local em si. Quando saímos da estrada principal de Lagares, Penafiel, e cortamos em direção à aldeia de Quintandona - há uma placa a indicar -, é como se tivéssemos entrado num túnel do tempo. As ruas estreitas e os muros de xisto entram-nos pelos vidros do carro e o sentimento de descoberta de um local novo aguça a curiosidade.

Por instantes, pensamos que estamos a quilómetros e quilómetros de um centro urbano, mas a verdade é que estamos a cerca de meia hora do Porto. A aldeia de Quintandona é uma agradável surpresa e promete encantar os viajantes apaixonados pelas aldeias de Portugal. Está recuperada e preservada, oferecendo vários atrativos aos visitantes.

Aldeia de Quintandona
Aldeia de Quintandona créditos: WineBar Casa da Viúva

Um deles é o WineBar Casa da Viúva. Se ficou curioso com o nome, nós temos a explicação, que nos deram quando chegamos: a propriedade do século XVIII ficou conhecida como Casa da Viúva por ter pertencido a uma mulher que enviuvou cedo. Desta época, ficam as histórias e a traça original da propriedade, muito bem preservada e recuperada.

Somos recebidos no antigo celeiro que foi restaurado e transformado num aconchegante restaurante, com vários espaços e ambientes, onde é possível apreciar, sem pressas, gulosos petiscos e vinhos delicados. A casa funciona com uma longa carta de petiscos, vinhos e outras bebidas, como o gin. Quem chega, compõe a refeição de acordo com a fome e a sede que tem. Nós fomos brindados com as sugestões da Casa da Viúva, uma opção que também pode pedir, caso não queria estar a fazer muitas escolhas.

Para iniciar esta noite de primavera nublada, uma tábua de queijos e presunto, acompanhada com um copo de Quinta da Aveleda Loureiro e Alvarinho. Para regalo dos nossos olfatos e paladares, chega também à mesa um cesto de broa escura, quentinha e regada com azeite. Estavam reunidas as condições ideias para um serão perfeito.

E foi mesmo o que aconteceu. Seguiram-se os pimentos padrón, peixinhos da horta, maravilhosos folhadinhos de alheira e deliciosos cogumelos recheados. Pelos adjetivos, nota-se que estes dois últimos foram dos nossos preferidos da noite.

Solar Egas Moniz, uma casa de encantar para a escapadinha perfeita no Norte de Portugal
Solar Egas Moniz, uma casa de encantar para a escapadinha perfeita no Norte de Portugal
Ver artigo

Antes de continuar a descobrir os segredos mal guardados – e ainda bem – da Casa da Viúva, tivemos tempo para saborear um monocasta Alvarinho da Quinta da Aveleda que, por sinal, está ali bem próxima.

Muito bem confecionado e com um molho cheio de tempero estava o camarão à la guilho. Mas o que se seguiu foi a peça que faltava para fechar esta refeição com chave de ouro. Um joelho de porco cozido a baixa temperatura que, simplesmente, desfazia-se com o passar do garfo. E, como não poderia faltar, os ovos rotos – um dos petiscos mais pedidos da casa.

Ainda houve espaço, embora reduzido, para a sobremesa. O petit gâteau caseiro com gelado de baunilha foi a nossa escolha e podemos recomendar de olhos fechados. Tal como podemos recomendar de olhos fechados a experiência gastronómica no WineBar Casa da Viúva.

Juntem um grupo de amigos, convidem a vossa cara-metade e partam à descoberta deste recanto tão especial do Norte de Portugal. Garantimos que não saem de lá desiludidos, nem com fome.

Uma última dica de amigo: convém reservar com antecedência.

Informações

WineBar Casa da Viúva

Morada: Rua de Quintandona, 4560-195, Lagares, Penafiel, Portugal

Telefone: 912 245 910/255 753 603

Horário: Terças a Sextas > 15:00 às 24:00. Sábados > 13:00 às 24:00. Domingos > 13:00 às 22:00

Texto: Alice Barcellos