Dia 01

09:00: Comece com um pequeno-almoço à francesa, na Place Saint-Jean. Perto da estação de metro Vieux Lyon, na zona antiga da cidade.

09:30: Procure a Cathédrale Saint-Jean-Baptiste. Conhecida pelos vitrais, a luz natural e o relógio astronómico (um dos mais antigos da Europa).

Lyon
Vista de Lyon créditos: TAP

11:00: Recupere o fôlego, porque vai começar a subir até à colina de Fourvière, conhecida como a “colina que reza”. A boa notícia é que pode usar o funicular e sair na estação de Minimes. Veja de perto os testemunhos da época galo-romana, no Théâtres Romains de Fourvière.

12:00: A viagem continua pelos tempos antigos, a provar que esta já foi, outrora, a capital da província da Gália durante o Império Romano. É por isso, que sugerimos o Musée Gallo-Romain.

Lyon
Théâtres Romains de Fourvière créditos: TAP

13:30: Agora, uma pausa nas lições de História da Antiguidade. Está na altura de apreciar a vista do topo da colina, enquanto almoça. Tem Lyon aos seus pés, aproveite!

14:30: Não muito longe, encontra a Basilique Notre-Dame de Fourvière, datada do século XIX, monumento que voltará a deslumbrá-lo. É um dos lugares sagrados mais visitados em França e representa a riqueza cultural e espiritual da cidade.

Basilique Notre-Dame de Fourvière
Basilique Notre-Dame de Fourvière créditos: TAP

16:00: Desça e volte aos encantos, ora medievais ora renascentistas, da velha Lyon e das traboules (passagens secretas). Explore, com ou sem mapa, as passagens secretas entre becos, pátios e casas. Ruas como as de Saint-Jean, du Boeuf e des Trois Maries contam segredos que se cruzam e que não pode deixar de conhecer.

19:00: O dia começa a pedir descanso. Jante num dos restaurantes que a Rue du Boeuf tem para oferecer. E para melhor apreciar a gastronomia de Lyon, reconhecida em todo o mundo, procure pelo selo: “autêntico bouchon lionês”.

21:00: Para terminar o dia, música jazz. Atravesse o rio Saône e, não muito longe do centro de La Presqu’île, encontra o histórico Hot Club de Lyon, fundado em 1948. Aqui, já ecoaram as eternas notas musicais de génios como Miles Davis, Art Blakey, Boris Vian, Chet Baker ou Dave Liebman.

Dia 02

09:30: Hoje descobrimos os encantos da península La Presqu’île, do outro lado do Saône. Começamos na terceira maior praça de França, La Place Bellecour, onde sobressai a estátua de Luís XIV e acontece grande parte dos eventos da cidade. É aqui, também, o epicentro de propostas para tours turísticas.

10:30: A proposta a seguir leva-o ao mercado de Saint-Antoine, que, como dizem, “compete com qualquer grande superfície, apenas com um sorriso”. E quem não gosta de colher sorrisos, enquanto vê os melhores produtos frescos da região?

11:30: Em Lyon, a arte sobressai nas ruas. Se caminhar pela Quai de la Pêcherie, ao longo do Saône, vai ver isso mesmo ao vivo e a cores. É que uma das assinaturas artísticas da cidade está nos muros pintados. La fresque des Lyonnais é um dos melhores exemplos. Aqui, estão pintadas celebridades de Lyon, como os irmãos Lumière ou Antoine Saint-Exupéry, o autor d’ O Principezinho.

Lyon
Lyon créditos: TAP

13:30: Dos muros pintados às telas eternizadas em quadros e noutras obras de arte, a distância é curta. Muito perto, a Place des Terreaux acolhe o Musée des Beaux-Arts de Lyon, perfeito para quem gosta de arte dos séculos XVIII e XIX. Aproveite a calma e beleza do belo jardim do museu e almoce por aqui.

15:00: Se a colina de Fourvière é conhecida pela “colina que reza”, a de La Croix-Rousse, a norte de La Presqu’île, é tida como a “colina que trabalha”. Aqui conta-se a história dos trabalhadores da indústria da confeção da seda (os canuts) e das suas revoltas no século XIX.

16:00: Está na altura de atravessar o Rio Rhône em direção à Cité Internationale e ao Musée d'Art Contemporain, situado muito perto do Parc de la Tête d’Or. É onde encontra uma das grandes coleções de arte moderna da Europa.

17:30: E para um dia perfeito, o descanso merecido no Parc de la Tête d´Or, situado na margens do rio Rhône e um dos maiores da Europa. Não paga para poder usufruir de tudo o que vai encontrar: jardins, lagos, zonas para atividades desportivas e até um jardim zoológico. Porque não, um típico piquenique francês? E até uma viagem num pequeno comboio, inspirado num modelo de 1948.

19:30: E chegou a hora do jantar! No centro de La Presqu’île, as propostas são muitas e os restaurantes, com a assinatura de chefs de renome, também. O bom gosto e as ementas típicas unem-se para um final de dia com uma experiência gastronómica “à grande e à francesa.” Bon appétit!

Lyon
Jantar em Lyon créditos: TAP

21:00: Está na altura de sentar-se e apreciar um bom espetáculo de… comédia! É o que pode fazer em vários clubes espalhados pela cidade. Mesmo no coração de La Presqu’île, encontra La Comédie Odéon, um café teatro com capacidade para 300 pessoas, a preços muito acessíveis. Divirta-se!