Bangkok é uma cidade de emoções intensas. Quem a visita volta para casa com a certeza de que amou ou detestou a cidade, o meio termo é raro. Enormes e modernos arranha-céus vivem lado a lado com bairros típicos onde costumes e tradições permanecem fortemente enraizados. O trânsito intenso apresenta-se como um caos controlado. A religião, tal como em toda a Tailândia, é um elemento fulcral em Bangkok. Os templos espalham-se por toda a cidade às centenas, sendo paragem obrigatória para quem a visita. E a gastronomia? Para mim, uma das melhores do mundo, sem dúvida.

Abaixo segue uma lista do que ver e fazer em Bangkok, para ajudá-lo a aproveitar ao máximo a sua estadia por lá.


  • Wat Pra Kaew (Templo do Buda de Esmeralda)

Existem mais de 400 templos espalhados por Bangkok por isso não admira que sejam uma das principais atrações para quem visita a cidade pela primeira vez. O Wat Pra Kaew é um dos três mais visitados. Um dos seus principais atrativos é o Buda Esmeralda esculpido numa pedra de Jade com 66 cm de altura. É um espaço enorme, com 94 hectares, preenchido por cerca de 100 edifícios. Pode contratar um guia no interior do recinto ou alugar um audio-guia por 200 bahts e duas horas para ficar a perceber melhor a história por trás deste templo majestoso.

Morada: Th Na Phra Lan | Bilhete: 500 bahts | Horário: 08h30 - 15h30

O que fazer em Bangkok
Wat Pra Kaew

  • Wat Pho (Templo do Buda Reclinado)

O Wat Pho é o segundo dos três templos budistas mais visitados em Bangkok e um dos maiores e mais antigos também. Uma das suas principais atrações é o famoso Buda reclinado dourado com 15m de altura e 43m de comprimento e pés de 4m decorados com madre-pérola. O templo está localizado mesmo ao lado do Grande Palácio Real. Curiosamente é também o local onde se encontra a primeira escola de Massagem Tailandesa, por isso pode aproveitar para descansar o corpo depois da visita ao templo, com uma massagem tailandesa original.

Morada: Maharat Road, Old City (Rattanakosin) | Bilhete: 100 bahts | Horário: 08h - 17h (massagens até às 18h)

O que fazer em Bangkok
Wat Pho créditos: Maria João Proença (Joland Blog)


Veja o artigo Guia de Viagem de Bangkok para mais informações


  • Wat Arun

O Wat Arun é o terceiro templo budista mais visitado em Bangkok. O seu nome significa "Templo da Madrugada" e está localizado do outro lado do rio, no lado oposto do Grande Palácio Real e do Wat Pho. O templo é especialmente conhecido pela sua Torre em estilo Khmer com 82m de altura, rodeada por quatro torres mais pequenas decoradas com cerâmica chinesa. Oferece um cenário fantástico ao pôr-do-sol, no entanto, a melhor altura para visitá-lo é de manhã bem cedo para evitar as multidões. Para chegar até lá precisa de apanhar um barco no cais Sapphan Taksin e sair no cais 8. Daqui e por apenas 3 bahts, é levado num barco shuttle até ao outro lado do rio onde se encontra o Wat Arun.

Morada: no lado oeste do Rio Chao Praya (lado oposto ao cais Tha Thien) | Bilhete: 100 bahts | Horário: 08h - 18h

O que fazer em Bangkok
Wat Arun

  • Grande Palácio Real

Construído em 1782, o Grande Palácio Real foi, durante cerca de 150 anos, a residência oficial da família real da Tailândia. Hoje em dia é uma das principais atrações de Bangkok e o local usado para comemorações e cerimónias oficiais. É composto por uma série de outros edifícios onde se inclui o já referido Wat Pra Kaew. É importante que tenha em atenção que o código de vestuário no Grande Palácio Real é bastante rigoroso. As mulheres não podem entrar de ombros e pernas à mostra e os homens deverão usar calças compridas e camisas/t-shirts com mangas. No entanto pode alugar camisas e panos para enrolar à volta das pernas à entrada. Aconselho no entanto a levar a sua própria roupa. Não é muito higiénico usar roupa que já foi usada inúmeras vezes por outras pessoas.

Morada: Na Phra Lan Road, Old City (Rattanakosin) | Bilhete: 500 bahts | Horário: 08h30 - 15h30

O que fazer em Bangkok
Grande Palácio Real


Veja o artigo Guia de Viagem - Tailândia, para mais dicas de viagem


  • Mercados flutuantes

O Taling Chan Market, o Bang Ku Wiang Market, o Tha Kha, o Damnoen Saduak, o Amphawa Floating Market, o Bang Khu Wiang Floating Market, o Bang Nam Pheung Floating Market, o Khlong Lat Mayom Floating Market são oito mercados flutuantes localizados nas imediações de Bangkok. Uns mais turísticos do que outros, mas uma visita a qualquer um deles oferece uma experiência única durante uma visita a esta cidade. Os mais conhecidos e visitados são o Khlong Lat Mayom, o Damnoen Saduak e o Amphawa.

Khlong Lat

O Khlong Lat está localizado a cerca de 20kms de Bangkok e é acessível através de táxi a partir da estação BTS Wongwian Yai. É o menos turístico dos três mercados, podendo ser adicionado o mercado Taling Chan à visita. Está aberto aos fins de semana e feriados oficiais, das 09h30 às 16h30.

Damnoen Saduak

O Damnoen Saduak é o mais famoso mercado flutuante em Bangkok e aconselha-se uma visita de manhã cedo. Está localizado a cerca de 30/40 minutos de Bangkok na província de Ratchaburi e aberto diariamente, das 07h às 12h. Pode meter-se num tour para ir até lá ou então apanhar um táxi até ao Terminal de Autocarros Sai Tai Mai Taling Chan e depois o autocarro #78 que o deixa a um quilómetro do mercado. Daí poderá ir a pé ou apanhar um táxi até lá.

Amphawa

Finalmente, o Amphawa, é o segundo mercado flutuante mais conhecido em Bangkok. Não é tão autêntico como o Khlong Lat mas é menos turístico que o Damnoem Saduak. Está localizado a cerca de 50kms de Bangkok e o seu principal atrativo é o marisco grelhado fantástico que se pode comer nas margens do rio. Depois do passeio pelo mercado, vale a pena visitar de barco os canais que o rodeiam e o templo Wat Bang Koong. Está aberto à sexta-feira, sábado e domingo, das 12h às 20h. Uma das formas mais simples de chegar até lá é meter-se numa mini-van, por 80 bahts, que encontra ao lado do Victory Monument e que demora cerca de 1h15 a chegar (sem trânsito).

Guia de Viagem Bangkok
Mercado flutuante Taling Chan créditos: Maria João Proença (Joland Blog)

  • China Town

Um ambiente caótico, cheio de cores, luzes, cheiros e sabores deliciosos. Adoro percorrer as inúmeras bancas de comida de rua e provar uma iguaria de cada uma delas. Se puder, tente visitar a China Town na altura do Ano Novo Chinês (Fevereiro) e do Festival Vegetariano (estende-se por 9 dias no início de Outubro) para a ver no seu melhor.

O que fazer em Bangkok
China Town

  • Passear nos canais do Rio Chao Phraya

Esta é uma experiência obrigatória numa visita a Bangkok. Pode meter-se num tour ou alugar um long boat privado por algumas horas. Percorrer os canais do rio Chao Phraya é a melhor forma de visitar um outro lado de Bangkok. Passará algumas horas num ambiente relaxado e pitoresco entre casas de madeira construídas em cima da água, a ocasional vendedora de souvenirs num barco e crianças que brincam nas suas águas.

O que fazer em Bangkok
Passeio nos canais do rio Chao Phraya créditos: Maria João Proença (Joland Blog)

  • Mercado Chatuchak

Não se admire se tiver de comprar outra mala adicional depois de uma visita ao mercado Chatuchak. São bancas, bancas e mais bancas (na verdade, mais de 8000) de todo o tipo de souvenirs, artesanato, acessórios, comida, roupa e afins. Treine bem as suas skills de negociação antes de lá ir! O mercado está aberto às sextas (das 18h às 24h), e sábados e domingos (das 09h às 18h). É aconselhável ir de manhã, altura em que ainda não se encontram lá grandes multidões e se pode movimentar mais facilmente nas suas ruas. Para chegar lá, apanhe o skytrain (BTS) e saia na estação de Mo Chit.

O que fazer em Bangkok
Mercado Chatuchak

  • Khao San Road

A conhecida meca dos backpackers em Bangkok. Mesmo que não fique lá alojado, é sempre interessante conhecer este local mítico em Bangkok. São dezenas e dezenas de restaurantes, bares, lojas e hostels numa rua que de tradição tailandesa não tem absolutamente nada. Para lá chegar pode ir de táxi ou apanhar os autocarros 157, 171, ou 509 na estação do Hospital Rajavithi na zona de Victory Monument e sair no cruzamento de Khok Wua.

O que fazer em Bangkok
Khao San Road

  • Jim Thompson's House

A casa do famoso empreendedor norte-americano Jim Thompson é uma das atrações mais bonitas de Bangkok. O Jim Thompson mudou-se para a Tailândia após ter sido dispensado do serviço militar em 1946, e dedicou-se durante mais de 30 anos à indústria da seda Tailandesa. Era também um ávido colecionador de arte asiática, sendo a sua casa um testemunho incrível dessa sua paixão. Desapareceu misteriosamente na selva malaia em 1967, no pico do seu sucesso. A sua casa é hoje um museu fantástico repleto de fascinantes peças de arte e jardins exóticos, sendo a visita acompanhada por um guia. Para chegar até lá, apanhe o BTS e saia na saída 1 da estação National Stadium, vire à direita para a Soi Kasemsan 2 e continue a andar até chegar à casa.

Morada: Soi Kasemsan 2 | Bilhete: 150 bahts | Horário: 09h - 18h | Websitewww.jimthompsonhouse.com

O que fazer em Bangkok
Jim Thomson's House

  • Sky Bar do Hotel Lebua At State Tower 

Existem vários Sky Bars em Bangkok, mas o Sky Bar do Hotel Lebua At State Tower é hoje particularmente famoso pelo facto de ter sido cenário de uma das cenas do filme "A Ressaca II". É o local ideal para usufruir de uma das melhores vistas sobre Bangkok a 63 pisos de altura, embora fique sempre bastante cheio. Quando lá for tente ir um bocadinho mais aperaltado, pois existe código de vestuário. Se chegar antes da abertura do Sky Bar às 18h, pode sempre ir beber um cocktail e ver o pôr-do-sol ao Distil, onde apesar de a vista não ser tão boa como no Sky Bar encontra menos confusão e um ambiente mais tranquilo. Para chegar lá, saia na estação BTS de Saphan Taksin.

Morada: Silom Road, Bangrak | Horário: 18h - 01h | Websitewww.lebua.com/sky-bar

O que fazer em Bangkok
Sky Bar no Hotel Lebua at State Tower

  • Lumpini Park

O Lumpini Park é o maior parque público da cidade e está para Bangkok como o Central Park está para Nova Iorque. É um bom local para fugir por alguns momentos à agitação e caos constante da cidade, podendo relaxar num ambiente verde e descontraído. Pode alugar um barco e dar uma volta no seu lago, aproveitar para fazer algum exercício ou apenas deitar-se na relva e ver a vida passar calmamente. Para chegar lá, saia nas estações MRT de Silom ou Lumphini.

Morada: Rama IV Road, Pathumwan | Horário: 04h30 - 21h

O que fazer em Bangkok
Lumpini Park

  • Patpong

Patpong é um dos Red Light Districts mais conhecidos de todo o mundo. Está recheado de bares, discotecas e strip bars mas é também o lar de um dos mercados noturnos mais conhecidos de Bangkok. Para chegar até lá, saia na estação BTS de Sala Daeng ou na estação MRT de Silom.

Morada: Entre a Silom Road e a Surawong Road

O que fazer em Bangkok
Patpong à noite