Já vos aconteceu voltarem a casa com roupa sem ter sido usada durante as férias? Ou já se esqueceram do que fazia mesmo falta? Pois a mim já.

Hoje sei que existem poucas coisas realmente insubstituíveis e indispensáveis em viagem. E com os anos fui tornando todas as etapas bem mais intuitivas e repetitivas. Agora tenho as dicas de como preparar a mala de viagem já bem assimiladas, o que me facilita bastante os dias que antecedem a partida.

Também descobri que consigo viver bem com muito menos do que poderia imaginar, com notórias vantagens na leveza durante o transporte e até com um natural despreendimento material.

A mim, as viagens ensinaram-me o verdadeiro significado da palavra “desenrascar”. Rapidamente assimilei que menos é mesmo mais. E que, em caso de necessidade, a criatividade e poder de superação não me deixam ficar mal.

Sou bastante pragmática e em viagem levo isso ao completo extremo. Com a excepção de eventos especiais, escolho sempre roupa, calçado e acessórios bem discretos e descontraídos.

Se aceitarem, numa próxima vez, gostava até de vos propor um desafio: antes de fecharem a bagagem, experimentem retirar metade de tudo aquilo que acham necessário levar na mala de viagem. Talvez a parte que fica seja realmente (e apenas) tudo aquilo que é preciso!

Claro que dependendo da época do ano, da duração, do tipo de férias ou do destino há as naturais adaptações a fazer ao guarda-roupa escolhido e sua respectiva quantificação. Apesar de eu fazer sempre questão de levar na mala de viagem um polar e um biquíni, uma roupa e um calçado mais formal para todo o lado.

Tento também escolher peças de fácil coordenação entre si, versáteis, de cores mais escuras e neutras, com padrões simples. Porque apesar de os looks já poderem estar pensados quando se colocam na mala, é preciso contar com os imprevistos e a facilidade em alterar livremente as peças entre si.

Mas gostos e necessidades muito pessoais à parte, existem algumas peças básicas normalmente imprescindíveis de levar na mala de viagem. Para fácil consulta, seguem aqui em formato de lista:

Roupa:


• Calças
• Calções
• Camisolas
• T-shirts
• Roupa interior
• Pijama
• Écharpe
• Impermeável
• Chapéu

Higiene:


• Secador de cabelo (pequeno)
• Creme hidratante
• Champô e gel de banho (em frascos de viagem ou amostras)
• Escova e pasta de dentes
• Desodorizante
• Perfume

Tecnologia:


• Telemóvel (e carregador)
• Máquina fotográfica (e carregador, cartões e bateria extra)
• Tablets, consolas

Saúde:


• Protector solar
• Medicamentos habituais
• Compressas e pensos rápidos
• Desinfectante
• Anti- histamínico
• Soro fisiológico
• Repelente de insetos
• Pomada para picadas de insectos e queimaduras solares

Além disto, levar ainda uma pequena mochila com uma muda de roupa, um brinquedo ou livro, toalhitas, bolachas e água.

Convém também relembrar, que mesmo com estas sugestões todas sobre o que levar na mala de viagem, em caso de esquecimento ou extrema necessidade, existe sempre a opção de se comprar no destino o que fizer falta. Lojas de roupa, farmácias, livrarias e supermercados existem por todo o mundo.

E apesar de saber que as melhores recordações ficam sempre guardadas dentro de cada um de nós, é importante não encher demasiado a mala ao sair de casa, guardando um espacinho para as coisas que acabamos sempre por comprar no destino. ;)