O calendário tradicional chinês é lunissolar, pelo que o primeiro dia do ano começa geralmente entre o dia 21 de Janeiro e 20 de Fevereiro. Por regra, inicia com a segunda lua nova depois do solstício de inverno, sendo conhecido como Festival da Primavera. Esta é a maior festa na China, a festa da família e arrasta-se por vários dias. Está a pensar assistir aos festejos? Neste texto procuramos apresentar o essencial para quem pretende viajar neste momento para a China.

As celebrações começam na véspera e vão continuar por vários dias até ao Festival das Lanternas, no décimo quinto dia. Para além da China, Hong Kong, Macau e Taiwan, estas celebrações têm lugar em vários países do mundo com comunidades chinesas significativas. Desde os mais pobres até aos mais altos escalões da sociedade, o novo ano chinês é celebrado com júbilo e solenidade. De acordo com os registos históricos tem mais de 4 mil anos de história.

Ano novo chinês
2017 é o ano do galo créditos: AFP

Há muitas teorias sobre a origem do Festival da Primavera, mas a mais popular coloca-a no período Shun (2277 a.C – 2178 a.C.). Crê-se que o imperador Shun conduziu o seu povo à adoração dos céus e da Terra e, desde aí, as pessoas tomaram esse dia como o início do ano.

Há também uma lenda popular que atribui o surgimento das tradições do Ano Novo aos feitos de uma besta: Nian (年, em chinês moderno significa “Ano”.) Nian era um monstro feroz que comia tudo o que lhe aparecia à frente, desde insetos a seres humanos. A simples menção do seu nome era o suficiente para atemorizar o povo. Mas, com o passar do tempo, as pessoas aprenderam gradualmente a rotina dele: a cada 365 dias, de noite, o monstro deixava a segurança do bosque para caçar; quando a luz do dia despontava, ele voltava para o seu refúgio montanhoso.

Essa terrível noite era encarada como as portas do inferno (Nian Guan, 年关), mas também é conhecida como Guo Nian (过年),ou seja, “passa pelo Nian”. Para passar por esse portal atemorizante, as populações desenvolveram várias soluções engenhosas: preparavam o jantar com horas ou até mesmo dias de antecedência; apagavam o fogão; escondiam os animais; mantinham as portas fechadas e refugiavam-se dentro de casa, para em conjunto terem uma refeição especial. Esta podia ser a última refeição, por isso era muito importante ter a família toda reunida. O jantar era feito com tudo o que havia, como se fosse a última refeição de um condenado à morte. Esse momento era acompanhado por cerimónias em honra dos ancestrais, como forma de garantir proteção. Depois do jantar ninguém ia para a cama: as pessoas iam-se sentar na sala, comentando o ano que passou até de madrugada. Hoje, os chineses continuam a recriar este momento no Jantar da Véspera de Ano Novo.

Cinco tradições de Ano Novo


Tal como o jantar de consoada para os Ocidentais, o jantar da véspera de Ano Novo é a reunião familiar por excelência na China, especialmente para aquelas famílias com membros que vivem longe da sua terra. Os jiaozi (bolinhos de massa com recheio de carne) são o prato mais importante no norte do país. Para além deles, as mesas estão recheadas de vários pratos, como voto de prosperidade para os anos vindouros.

Logo depois da meia-noite, o lançamento de fogo-de-artifício celebra a chegada do ano novo e serve também para afastar o mal (e o monstro Nian). Acredita-se que a pessoa que lança o primeiro fogo-de-artifício de ano novo vai ter boa sorte. Hoje em dia, devido à poluição atmosférica, os governos locais normalmente proíbem esta prática nas grandes cidades.

O Envelope Vermelho, chamado “Hong Bao” (红包) é um símbolo do ano novo chinês e uma oferta tradicional. Serve para oferecer dinheiro, entre um a vários milhares de RMB (a moeda chinesa). Normalmente, a oferta é dada pelos adultos às crianças nos dias a seguir ao ano novo. A cor vermelha está associada à boa sorte e felicidade na cultura chinesa. Acredita-se que o dinheiro no envelope vermelho vai suprimir o mal das crianças, mantê-las saudáveis e possibilitar uma longa vida.

Ano novo chinês
créditos: Sofiaworld | Dreamstime.com

Antes da chegada do ano novo, as pessoas procedem a grandes limpezas com o objectivo de livrarem as suas casas de todo o azar do ano anterior. Significa remover o velho e dar as boas vindas ao novo. Durante os primeiros dois ou três dias do ano as pessoas nunca varrem, porque senão varreriam a sorte!

Depois das limpezas, os chineses normalmente decoram as suas casas para dar as boas vindas ao novo ano. A maior parte das decorações é vermelha. A decoração mais popular é o símbolo Fu (福) de pernas para o ar e o Dui Lian (对联), que são presenças frequentes nas faixas vermelhas com saudações de Ano Novo que se colocam à porta. As lanternas são outra opção muito popular.

Conselhos para visitar a China durante as celebrações do Ano Novo


Há vantagens e desvantagens em viajar para a China durante o Novo Ano Lunar. A principal vantagem é, sem dúvida, o facto de haver um grande incremento de atividades culturais e atrações. No entanto, esta é uma altura muito especial e isto obriga os viajantes estrangeiros a ter atenção a algumas coisas:

1) Planeie muito bem a sua viagem. Faça as reservas e compre todos os bilhetes com a devida antecedência. Lembre-se que milhões de chineses estão de férias e em trânsito. Como a maior parte das pessoas fica em casa com a família entre a véspera de ano novo e o segundo dia de ano novo, boa parte das lojas ou negócios estará fechada. Felizmente, os estabelecimentos dirigidos aos turistas estrangeiros estão normalmente a funcionar. Os chineses começam a voltar ao trabalho ao fim de uma semana, por volta do sétimo dia (em 2017, será dia 3 de Fevereiro), pelo que a vida começa a voltar à normalidade.

Ano novo chinês
Uma altura de viagens e festa créditos: AFP

2) Prefira o avião para deslocações internas. Se precisar de viajar dentro da China, saiba que o avião é, de longe, a melhor opção. Os comboios e os autocarros, meios mais baratos, estarão sobrelotados nesta altura do ano.

3) Evite os percursos mais conhecidos. Se quiser visitar o país nesta altura vibrante deve fugir dos percursos mais conhecidos e das cidades mais procurados a nível turístico. Lembre-se que esta é a época mais congestionada e movimentada na China. Assim, viajar para Pequim, Xangai ou Guilin nesta altura do ano poderá não ser a melhor opção.

4) Se for visitar alguém leve presentes. Oferecer um daqueles Envelopes Vermelhos pode ser boa ideia!

5) Leve várias camadas de roupa. O norte da China é muito frio nesta altura do ano. Mesmo no sul, onde o clima é mais ameno, as noites são frias. Prepare-se para o frio e para as diferenças de temperatura.

Boa viagem e Feliz Ano do galo!