Viajar ajuda-nos a criar novas memórias, a conhecer novos lugares e a experimentar novos sabores. Por vezes, tira-nos da nossa zona de conforto, abre-nos mais a mente e inspira-nos.

Porém, viajar não nos enriquece só a nível cultural. Enriquece-nos também a nível emocional, pelo menos, é o que indica o estudo “Traveler’s Sweet Spot”, realizado pelo site de viagens americano Priceline.com.

O estudo, que analisou a resposta de 1005 norte-americanos, concluiu que viajar melhora o humor. Mais de metade dos entrevistados afirmou que viajar melhora a sua atitude perante a vida, mais do que fazer exercício ou ir às compras.

Viajar, experiências, balões
créditos: Pixabay

Se sente que precisa de melhorar o seu humor, descubra o tipo de viagem poderá ter um maior efeito no seu estado de espírito.

Viagens românticas

Para além de reforçar a sua relação, uma viagem romântica vai deixá-lo mais feliz e, claro, melhorar o seu humor. 38% dos homens e 34% das mulheres entrevistadas afirmaram que as viagens românticas eram as férias que maior efeito tinham no seu humor.

Viagens em família

Tudo indica que viajar com quem nos é importante torna as nossas viagens ainda mais especiais. As viagens em família seguem-se às românticas como um bom fator para nos deixar feliz.

Viagens, mulher a viajar, mulheres, aventura
créditos: Pixabay

Viagens com amigos

Dizem que os amigos são a família que escolhemos e, talvez por isso, é também quando viajamos com eles que nos sentimos depois mais felizes e de bom humor.

"Escape" para ser feliz

E para se sentir mais feliz, melhorar o seu humor e viver novas experiências, não precisa de fazer uma longa viagem. Os resultados da sondagem mostram que os entrevistados preferem fazer férias curtas e com mais regularidade do que uma longa viagem.

Viagem, aventura, ciclismo
créditos: Pixabay

Esta poderá ser uma boa forma de ir reforçando as energias positivas e o bom humor ao longo de todo o ano.

E para si? O que prefere? Uma longa viagem, um só destino? Ou vários destinos e viagens mais curtas?

Veja também: Sete razões para fazer a mala e viajar