1. Efectue o percurso no sentido Areinho – Espiunca. A subida inicial é bastante dura, mas são cerca de 400 metros. Depois disso, o perfil do percurso é quase sempre no sentido descendente, o que lhe permite usufruir melhor da paisagem.

2. O percurso tem bastantes sombras e muitos locais onde pode fazer um pic nic. Recomendamos que o faça perto na praia fluvial do Vau, depois de passar a ponte, um lugar lindo, cheio de poças de água nas rochas e com sombra.

3. Desde 13 Fevereiro 2016, a entrada nos passadiços do Paiva é paga (1 euro por pessoa) e limitada a 3500 pessoas por dia. Pode fazer reserva e comprar os bilhetes com antecedência aqui.

Passadiços do Paiva
créditos: Viajar entre Viagens

4. Os passadiços não têm horário livre. Estão abertos da 7:30 às 20:00, de Abril a Outubro, e das 9:00 às 17:00, de Novembro a Março.

5. Leve calçado confortável e desfrute da paisagem.

6. Leve água consigo.

7. Coloque bastante protector solar.

8. Vá com amigos e leve dois carros. Deixe ficar um em Espiunca e outro no Areinho (próximo de Alvarenga), isso permitir-lhe-á fazer apenas o percurso de 8 km sem ter necessidade de voltar para trás.

Passadiços do Paiva
créditos: Viajar entre Viagens

9. Há um parque de estacionamento na praia do Areinho, em Canelas, onde há um bar. Pode comprar alguams coisas de última hora aqui, como bebidas frescas.

10. Há vários lugares para estacionar, nomeadamente um parque improvisado num grande campo de terra batida em Espiunca. A cerca de 50 metros do parque, ainda na povoação, há um pequeno café.

Para conhecer melhor o percurso espreite o artigo no nosso blogue, onde lhe contamos a nossa experiência pessoal no trilho.